You are currently viewing Cibersegurança: seu e-commerce precisa para vender mais

Cibersegurança: seu e-commerce precisa para vender mais

  • Post category:Dicas Gerais

Os sites de e-commerce geralmente são alvo de ataques cibernéticos porque armazenam dados pessoais que são um verdadeiro tesouro para os criminosos. Para empresas de todos os tamanhos, uma violação no sistema pode ser extremamente prejudicial para os negócios. A cibersegurança no e-commerce refere-se às medidas tomadas para proteger sua empresa e seus clientes contra ameaças cibernéticas.

A frequência e a sofisticação dos ataques cibernéticos dispararam nos últimos anos. À medida que os varejistas online adicionam tecnologias cada vez mais inovadoras aos seus sites para se manterem competitivos, os cibercriminosos estão igualmente aprimorando suas habilidades e encontrando novas vulnerabilidades para explorar. Portanto, a melhor maneira de se proteger é estar ciente das práticas recomendadas de cibersegurança.

Lei LGPD

Para garantir a segurança dos dados pessoais e bancários dos usuários de e-commerces foi criada a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Assim sendo, as informações devem ser tratadas nos seguintes níveis:

Confiabilidade: apenas o responsável pelos dados armazenados deve ter o acesso. Além disso, deve estabelecer medidas para evitar a divulgação dos dados dos usuários;

Integridade: as informações devem ser preservadas de modo a impedir alterações ou exclusão sem autorização.

Disponibilidade: apenas pessoal autorizado deve ter acesso ao banco de dados.

Autenticidade: a identidade do usuário deve ser preservada.

Padrão de segurança de dados da indústria de cartões de pagamento (PCI DSS)

PCI DSS (muitas vezes referido apenas como “PCI”) é  um padrão da indústria que garante que as informações de cartão de crédito coletadas online sejam transmitidas e armazenadas de maneira segura.

Organização Internacional de Normalização (ISO)

A ISO é um órgão internacional de definição de padrões que cria requisitos que orientam as empresas a garantir que seus produtos e processos sejam adequados. A obtenção desta certificação significa que uma empresa possui sistemas de gerenciamento de alta qualidade e segurança de dados.

SSL e autenticação HTTPS

A certificação SSL (Secure Sockets Layer) ajuda a autenticar a identidade de um site. Depois de ter um certificado SSL em seu e-commerce, você pode mudar de HTTP para HTTPS, que serve para sinalizar aos clientes que seu site é seguro.

Plataforma SaaS

Desenvolver uma boa cibersegurança é de vital importância para o sucesso do seu negócio. Você não pode perder a confiança de seus clientes expondo seus dados pessoais. Ao usar uma plataforma SaaS, você não precisa se preocupar com os ataques cibernéticos. Por outro lado, lojistas com e-commerces hospedados em plataformas open source (de código aberto), devem providenciar atualizações de segurança por conta própria, o que é mais complicado.  

Domínios

O endereço do seu e-commerce na internet é o seu domínio. Porém, ele corre o risco de ser sequestrado por hackers que tiram o site do ar para depois pedir dinheiro para devolvê-lo. A segurança do seu domínio é muito importante, portanto, verifique onde ele está registrado e se as pessoas que tem acesso as senhas e registros são confiáveis.

Por fim, além de se manter bem informado sobre o que está acontecendo no cenário de segurança cibernética, você deve também implementar as melhores práticas para transmitir aos clientes do seu e-commerce total confiabilidade, bem como uma boa experiência de compra.